quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Review 2007 - Portugal

Saúde:


A despenalização do aborto até às dez semanas foi o marco mais significativo na saúde em 2007, bem como o anunciado apoio aos casais inférteis e a vacinação gratuita contra o cancro do colo do útero.

Depois de um ano (2006) marcado pelo encerramento das maternidades, 2007 fica igualmente assinalado pela reestruturação da rede de urgências e a polémica em torno do encerramento de alguns serviços, preconizado por um grupo de peritos.


Economia:


O insucesso das ofertas públicas de aquisição (OPA) sobre PT e BPI marcaram o ano de 2007, no qual se assistiu também a um maior enfoque no planeamento estratégico das empresas, consideram os gestores de activos contactados pela Lusa.

Pedro Castro, do Banif Gestão de Activos a um nível mais global, "a crise do mercado de crédito que surgiu ao longo do Verão e que contribuiu para um favorecimento das 'big caps' [grandes capitalizações bolsistas], em detrimento das 'small caps' [pequenas capitalizações], invertendo assim uma tendência verificada nos últimos anos", de preferência e ganhos muito acentuados das sociedades com menores capitalizações bolsistas.


Desporto:


Vanessa, Telma, Nelson. Os nomes são pouco vulgares, mas identificam com facilidade os três desportistas portugueses que mais se destacaram em 2007 e representam as maiores esperanças de medalhas olímpicas.

Para os “Lobos”, a ida ao Mundial foi o prémio de uma grande evolução. Como se antevia, nos estádios de França somaram derrotas, mas por números que nada têm a ver com o que acontecia há ainda não muitos anos. Em Espanha, em Setembro, a selecção de basquetebol esteve em excelente plano no Europeu, vencendo Letónia e Israel, para terminar no “top-10” continental. A nível organizativo, a nota principal foram os Mundiais de classes olímpicas de vela, em Cascais, em Julho. Quase todos os barcos portugueses conseguiram o apuramento olímpico, mas ninguém foi ao pódio, pelo que o principal sucesso desportivo vai para a dupla Álvaro Marinho/Miguel Nunes, finalmente campeã da Europa de 470.

Sem decepcionar, mas sem empolgar, o futebol terminou a sua qualificação para o Euro2008, fechando o grupo atrás da Polónia, com mais empates e derrotas que o que seria de esperar.


Justiça:


A controvérsia em torno da entrada em vigor da reforma penal e o impacto dos casos «Maddie» e «Esmeralda» e dos recentes homicídios na noite do Porto e Lisboa marcaram o sector da Justiça em 2007.
O ano que agora termina fica também assinalado por desenvolvimentos em casos relacionados com corrupção e criminalidade económico-financeira, designadamente os processos Bragaparques, Furacão, Portucale, EPUL, Paquetes da Expo, corrupção na Marinha e Isaltino Morais.
Cerca de 200 pessoas e empresas foram constituídas arguidas no âmbito do inquérito gerado pela Operação Furacão relativo a suspeita de fraude fiscal agravada, abuso de confiança qualificado e branqueamento de capitais.

A Justiça passou por momentos agitados com a entrada em vigor dos novos Códigos Penal e do Processo Penal, a 15 de Setembro, com críticas de diversos quadrantes, não só ao «timing» escolhido como também às soluções encontradas em matérias importantes como os prazos da prisão preventiva, prazos de inquérito e segredo de Justiça.