sexta-feira, 4 de maio de 2007

Viver numa residência



Para quem queria absolutamente estudar em Coimbra para ter uma vida académica recheada;
Para quem queria desesperadamente fazer um erasmus para poder viver completamente a experiencia inter-cultural
Para quem sempre desejou a independência e a solidão calculada:
A vida numa residência lisboeta serve muito bem ;)
Viver numa residência é ter sempre motivos de conversa;
é ter sempre gente a dizer bom dia, boa tarde e boa noite;
é ter sempre companhia para beber um café (independentemente da hora);
é lutar ao máximo para manter o que resta da tua privacidade;
é respeitar o espaço do outro, o tempo do outro, o carácter do outro;
é fazer fila para tomar o duche;
é lavar a loiça que os outros não querem lavar;
é ouvir todos os sotaques de norte a sul de Portugal;
é dormir muito pouco e nunca ver televisão;
é ouvir gargalhadas, choros e zangas entre namorados;
é ver gente a entrar e a sair à velocidade da luz
mas principalmente:
é aprender a viver em comunidade e criar ligações eternas

uma liçao para toda a vida



7 comentários:

rakkhell disse...

Pris! Uma residência pode ser isso tudo mas a nossa é muito mais.. Viver aki (keriam saber onde é? naaa...!)é uma lição de vida! desenvolves as tuas relações interpessoais, enrikeces a tua cultura: pessoas de diferentes cursos, diversos pontos e de Portugal e do Mundo, ombros amigos, gajas refilonas (tipo eu, né?), aprendizagens de medicina (kem kiser levar uma pika, a Pris tá certificadíssima, eu fui cobaia sei do que estou a falar;). Acima de tudo, esta Resi proporciona uma bagagem de aprendizagens que muito boa gente só aprende (as que aprendem) quando as primeiras portas se fecham no mercado de trabalho ou na primeira dificuldade económica. Ou quando akeles amigos do peito desaparecem. Em síntese: estamos (quase) todas altamente certificadas para: Gestão de Conflitos, tempo e stress; comunicação interpessoal; gestão de recursos e de stock (lool), entre outros conceitos importantíssimos.Copos, noite, diversão, chorar, rir, gritar, sonhar, dançar, reclamar (lol outra vez.. Pris,né?)é connosco. Não tens dinheiro pa sair, comer fora e tomar um simples café? Nós ensinamos-te. Não sabes como fazer um trabalho que não é bem da tua área? Aki, há de todas as possiveis (e mais extras). Por isso, nada como uma residência para Amadurecer. Altamente reomendado para todas as idades, ok?

Anónimo disse...

residência, república, irmandade, confraria (lool), liga, associação, consultório, hotel (às vezes também funciona como um, mas sem estrelas, este é especial por isso mesmo..lool), cooperativa, palhota, cabana, barraco, trincheira, pocilga, albergue de meninas/ mulheres/ crianças/ mimadas/ rabugentas/ refilonas/ desarrumadas/ desavergonhadas/ ui ui e ficava aqui o resto da vida a descrever este 3º andar no centro de Lisboa!!
Esta é sem dúvida uma grande lição de vida..só é pena que poucas aproveitem..da minha parte é certo que levo amizades para a vida...
upah upah isto é pior que um casamento...com sorte apanhamos com uma colega de quarto pior que um marido que dá porrada..loooooooooooool
E com isto aproveito para dar-te as boas vindas, julgo que não o fiz antes :(, pena é só teres chegado agora que estamos a acabar os cursos..bem pelo menos conhecemo-nos ;)

Beijo grande

Viviana Santos

L.Nunes disse...

defacto,posso imaginar..
só não percebi uma coisa.. Coimbra porquê?
é que todos os relatos que ouço de lá (na primeira pessoa) não são grande coisa em termos de "Espirito Académico".. muito menos de Noitadas..
cumprimentos..!

Anónimo disse...

vês...a mudança para a azambuja sempre teve um efeito positivo!

renato

bitas disse...

tu ficas gira de amarelo xD

Anónimo disse...

eu ouvi uma dessas "zangas com namorados" kdo tentava dormir... lol
lembraste?

Anónimo disse...

a mnha irmã até fica bonita com uma cor k detesta: amarelo!!!!
lol

sophie